Não tão bom quanto parecia

F-22 Raptor
Foto: Rob Schenk

Os rumores de que o F-22 Raptor está longe de ser invencível em combate aéreo foram agora confirmados pela Combat Aircraft Monthly, via Danger Room.

Um dos pilotos alemães que participou no Exercício Red Flag, em Junho, no Alasca, explicou à revista como os Eurofighters da Luftwaffe conseguiram “abater” os F-22 várias vezes. O segredo, parece, é chegar o mais próximo possível do Raptor e obrigá-lo a um combate de curta distância, onde o peso maior do F-22 o coloca em desvantagem face a opositores mais ágeis.

Em distâncias mais longas, a velocidade do Raptor, associada ao seu radar e aos mísseis AMRAAM dão-lhe vantagem clara – já para não falar da sua capacidade stealth.

O problema, como diz o Danger Room, é que a grande maioria dos combates aéreos se dá a curtas distâncias.

O F-22 Raptor é o caça mais sofisticado e caro de sempre (cada unidade custou mais de 120 milhões de euros), e deveria assegurar aos Estados Unidos a superioridade incontestada nos ares nas próximas duas ou três décadas. Pelo menos foi assim que foi “vendido” pela Força Aérea ao Congresso.

A sua “derrota” face a aviões sem capacidade de evasão aos radares, como são os Typhoon, deverá levar a uma reanálise profunda da sua doutrina de utilização.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: